Laboratório Tecnologia HPC y Resíduo ZERO | IdaiNature | Productos bioestimulantes y de biocontrol

Inovação

Inovação

HPC NANOTECHNOLOGY

A nossa tecnologia HPC Nanotechnology® melhora a proteção e a persistência no solo por meio da absorção e transporte na planta.

A Idai Nature usa tecnologia HPC na formulação de produtos de última geração, baseada numa estudada e equilibrada combinação única de ácidos hidroxipolicarboxílicos associados a matérias orgânicas naturais, como agente complexante de macro e micro elementos, para alcançar uma absorção total desses elementos. Pode saber mais vendo o seguinte vídeo.

Diploma EIBT

A Idai Nature é uma empresa Inovadora de Base Tecnológica (EIBT)

As EIBTs são empresas que operam em setores de alta tecnologia,o que significa que têm um investimento acima da média em investigação. Este prestigiado certificado destaca, portanto, o compromisso da Idai Nature com a I+D+i.

lifewastegreen

Idai Nature no Projeto LIFE Waste4green

A Comissão Europeia aprova este projeto LIFE para mitigar os efeitos adversos no meio ambiente e na saúde humana dos pesticidas de origem química utilizados no cultivo de fruta com caroço.

ivace

IDAIMIC-Investigação e Desenvolvimento de produtos ecológicos estimulantes da micorrização

Nº EXPEDIENTE: IMIDTA/2017/4

O presente projeto consiste no estudo da capacidade de uma série de novos produtos bioestimulantes para melhorar e acelerar os processos de micorrização em plantas de tomate.

Green Protect

GREENPROTECT

Obtenção de um novo extrato bioativo à base de glicoalcalóides naturais obtidos a partir de resíduos gerados pela cultura de tomate.

feder2

FEDER

Projeto cofinanciado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do Programa Operacional de Crescimento Inteligente 2014-2020, com o objetivo de promover a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação.

ivace

NEW ECOLOGIC PRODUCT THAT INDUCE PLANT DEFENCE MECHANISMS TO INCREASE ORGANIC CROP PROTECTION

O objetivo é levar ao mercado o produto LBS-PROTECTION, que propõe uma formulação inovadora de enxofre como enxofre líquido bioassimilável (Liquid Bioassimilable Sulphur – LBS) que ativa mecanismos naturais de controlo de patógenos (efeito bioestimulante e ativação do efeito priming) como uma nova abordagem preventiva.

O projeto recebeu o apoio do IVACE no âmbito do programa “PREPARAÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONVOCATÓRIAS HORIZONTE 2020 (HORIZONTE-CV)” para o ano de 2019, com uma subvenção de € 15.000,00 e um financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), numa percentagem de 50% através do Programa Operacional FEDER da Comunidade Valenciana 2014-2020.

Pesquisa de extratos botânicos e minerais com ação bioestimulante, biofungicida e bioinseticida. Investigação científica da ação de substâncias naturais

A Idai Nature possui um laboratório próprio de I+D+i, formado por químicos e engenheiros agrónomos, onde as fórmulas de última geração são desenhadas combinando ingredientes naturais e a tecnologia mais avançada para alcançar a máxima precisão no campo.


Para a sua validade científica, todas as nossas formulações são testadas internamente no nosso campo experimental de ensaios, bem como externamente em colaboração com Universidades e Centros de Investigação agronómica.

Perguntas frequentes sobre o Resíduo Zero

Como e por que a agricultura Resíduo Zero nasceu?

Verifica-se uma tendência no sentido da segurança alimentar. Além de alimentar uma população em crescimento com recursos limitados como objetivo prioritário, a opinião pública dá valor à sua consecução a partir de um modelo de desenvolvimento sustentável, que inclui, entre outros, um compromisso com o bem-estar social e respeito pelo ambiente.

Este fato refletiu-se em uma maior exigência na procura do consumidor, que mostrou a sua preferência pela adquisição de alimentos livres de resíduos de matérias de síntese química, o que resultou em uma maior restrição da cadeia de distribuição em relação aos fornecedores na altura de aceitar, comercializar e oferecer frutas e legumes.

Assim foi como nasceu a Agricultura Resíduo Zero, fruto do respeito do ser humano pelo ambiente que habita e, consequentemente, da procura do mercado, que já não aceita apenas produzir e consumir, mas reclama fazê-lo de acordo com uma filosofia verde e sustentável.

É o mesmo que a agricultura biológica?

Não. Embora tenham algumas semelhanças, e até mesmo os produtos utilizados para a agricultura biológica possam ser usados na de Resíduo Zero, os organismos que certificam as diferentes formas de cultivar assentam em critérios diferentes. Para o primeiro caso, os materiais utilizados durante o ciclo da cultura e pós-colheita devem ser contemplados dentro dos regulamentos estabelecidos pelas entidades certificadoras correspondentes, enquanto, para o segundo, pretende-se obter colheitas que não excedam os limites máximos de resíduos propostos pelas autoridades comunitárias correspondentes e a própria cadeia de distribuição, sem ter em conta os meios utilizados para a sua consecução.

Como funciona?

El Resíduo Zero permite a utilização de produtos de síntese química e também os adequados para uma agricultura biológica, priorizando o uso de substâncias naturais bioestimulantes, biofungicidas e biopesticidas, além da fauna auxiliar, ou seja, promovendo o respeito e equilíbrio natural do ecossistema agroecológico.

Como são elaborados as soluções para a agricultura de Resíduo Zero?

Geralmente, a partir de matérias-primas naturais procedentes de extratos botânicos e minerais, respeitadoras do Ambiente. Nesse sentido, a tecnologia de formulação tem-se mostrado como um fator determinante para garantir a sua eficácia, de modo que os agentes complexantes, surfatantes, coadjuvantes, etc. usados são também elementos-chave e diferenciadores na elaboração destas soluções.

Quais são as culturas mais recetivas a esse tipo de soluções?

Todas as que sejam passíveis de apresentarem valores de resíduos químicos de síntese superiores aos permitidos. O fato de considerar essas soluções sem Intervalo de Segurança (isto é, que podem ser aplicadas no campo e posteriormente colhidas em poucas horas), permite que sejam usadas em culturas de diferentes tipos; hortícolas de folha e ervas aromáticas, solanáceas, cucurbitáceas, crucíferas e leguminosas, citrinos, pomoídeas, prunoídesa, bagas, a uva de mesa e vinificação, ou as plantas ornamentais são alguns exemplos.

Os produtos fitossanitários químicos podem ser usados nos tratamentos Resíduo Zero?

Geralmente são aplicados nas fases iniciais da cultura, de acordo com o Intervalo de Segurança estabelecido pelo fabricante e a curva de degradação da substância ativa contida, para que não haja resíduos no momento da colheita.

É adequado para grandes explorações?

Certamente. Para essas e para todos os tipos de explorações. A qualidade e eficácia das soluções utilizadas permite obter colheitas homogéneas e regulares em toda a extensão que compõe a superfície da cultura, independentemente da sua dimensão.

Isso permite aceder a novos mercados?

Evidentemente. De fato é uma das principais vantagens oferecidas por este sistema. Uma colheita livre de resíduos de substâncias ativas de síntese química permite ultrapassar as limitações impostas pelas listas dos LMR (limites máximos de resíduos) propostas pelos órgãos competentes, e aceder aos mercados mais exigentes e prestigiados visando aumentar a rentabilidade da cultura.

Supõe um custo adicional do produto final?

Um dos maiores problemas enfrentados por esse tipo de agricultura é o custo adicional do produto final. No entanto, a Idai Nature conseguiu deixar esta situação para trás, criando soluções naturais para as diferentes culturas, permitindo produzir alimentos sem resíduos, sem que isso suponha um aumento do custo.

Esta empresa, já uma referência a nível internaciona para a fileira agrícola, conseguiu desenvolver tecnologias específicas necessárias para a fabricação dos seus produtos, soluções naturais completamente únicas e sem produtos de síntese para a agricultura.

A Idai Nature torna mais fácil a vida do agricultor que queira desenvolver as suas culturas numa filosofia de Resíduo Zero, a custos controlados, bem como o consumidor não ter que ampliar o seu orçamento em frutas e legumes para poder usufruir desse tipo de produtos.

O que tenho que fazer para começar a implementar tratamentos Resíduo Zero nas minhas culturas?

É simples, bastando, para o efeito, integrar as soluções naturais acima mencionadas no plano de trabalho, calendário e gestão da cultura, por forma a tirar o máximo partido de cada um, tendo em consideração o seu modo de ação. Para obter os melhores resultados, é necessário estudar e conhecer as necessidades e desafios particulares da cultura, a fim de realizar um protocolo de atuação personalizado, abrangendo o diagnóstico, o tratamento necessário e até a comercialização da colheita.

A Idai Nature oferece este serviço, focado na consultoria técnica através de uma extensa equipa técnica formada por engenheiros agrónomos especialistas em agricultura Resíduo Zero.

Por que somos diferentes?

Ambiente,
Qualidade e Prémios

Quer trabalhar connosco? Contate-Nos